Se você procura uma casa de apostas confiável no Brasil para apostas esportivas e cassinos online, a Mostbet é a escolha certa. As apostas desportivas na Mostbet significam probabilidades altas, vários bónus e promoções, bem como apostas grátis e rodadas grátis. E para não perder um único momento do jogo, baixe nosso prático aplicativo mobile!

Prêmio Literário da Biblioteca Nacional divulga os vencedores de 2023

Anúncio foi publicado nesta terça-feira (14) no Diário Oficial da União. Os ganhadores de cada categoria recebem o prêmio no valor de R$ 30 mil.

O Prêmio Literário da Biblioteca Nacional anunciou os vencedores de 2023. O primeiro anúncio foi feio no início de novembro e oficializado no Diário Oficial da União nesta terça-feira (14).

Ao todo, são dez categorias: poesia, romance, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. Os ganhadores do primeiro lugar em cada uma delas recebem o prêmio de R$ 30 mil.

Entre os destaques estão “Desmoronamentos”, de Micheliny Verunschk Pinto Machado, em conto, “A ideologia modernista: a Semana de 22 e sua consagração”, de Luís Augusto Fischer, em ensaio literário, “Amanhã”, de Lúcia Kioko Hiratsuka, em literatura infantil, “Meu amigo Pedro”, de Tadeu de Melo Sarmento, em literatura juvenil, e “Penélope dos trópicos”, de Luciana Hidalgo, em romance.

Confira abaixo a lista completa de todos os vencedores:

Prêmio Clarice Lispector (categoria conto)

1 – “Desmoronamentos”, de Micheliny Verunschk Pinto Machado. Martelo Casa Editorial.

2 – “Ana à esquerda & outros Movimentos “, de Antonio Carlos Secchin. Martelo Casa Editorial.

3 – “Educação natural: textos póstumos e inéditos “, de João Gilberto Noll. Editora Record.

Prêmio Mário de Andrade (categoria ensaio literário)

1 – “A ideologia modernista: a Semana de 22 e sua consagração”, de Luís Augusto Fischer. Todavia.

2 – “Teatro e Escravidão no Brasil”, de João Roberto Gomes de Faria. Editora Perspectiva.

3 – “Machado de Assis e as primeiras incertezas: a formação literária, o poema inédito e o malogro do primeiro livro”, de Wilton José Marques. Alameda Casa Editorial.

Prêmio Sérgio Buarque de Holanda (categoria ensaio social)

1 – “Arrabalde: Em busca da Amazônia”, de João Moreira Salles. Companhia das Letras.

2 – “Exu: Um Deus Afro-atlântico no Brasil”, de Vagner Gonçalves da Silva. Editora da Universidade de São Paulo – EDUSP.

3 – “Teresa Benguela e Felipa Crioula Estavam Grávidas: Maternidade e Escravidão no Rio de Janeiro (1830-1888)”, de Lorena Féres da Silva Telles. Editora Unifesp

Prêmio Akuli (categoria histórias de tradição oral)

1 – “Jenipapos – Diálogos Sobre Viver”, Organização de Daniel Munduruku, Darlene Yaminalo Taukane, Isabella Rosado Nunes e Mauricio Negro. Autoria Coletiva: Ailton Krenak, Alik Wunder, Allan da Rosa, Angela Dannemann, Beleni Grando, Bruno Kaingang, Conceição Evaristo, Cristine Takuá, Daniel Munduruku, Darlene Yaminalo Taukane, Dona Liça, Dona Vanda Pajé, Edson Kayapó, Eliane Potiguara, Isabella Rosado Nunes, Mauricio Negro, Trudruá Dorrico, Yaguarê Yamã. Editora MINA Comunicação e Arte.

2 – “Umbigo do Mundo, Hiipana, eeno hiepolekoa, Mitologia, Ritual e Memória Baniwa Waliperedakeenai”, de Francineia Bitencourt Fontes (Francy Baniwa) e Francisco Fontes Baniwa. Dantes Editora.

3 – “Sawé: o grito ancestral”, de Daniel Munduruku. UK’a Editorial.

Prêmio Sylvia Orthof (categoria literatura infantil)

1 – “Amanhã”, de Lúcia Kioko Hiratsuka. Grupo Companhia das Letras.

2 – “Silêncio”, de Alexandre Rampazo. Editora Rocco.

3 – “O encontro de Mário”, de Márcia Cristina Silva. Companhia Editora de Pernambuco.

Prêmio Glória Pondé (literatura juvenil)

1 – “Meu amigo Pedro”, de Tadeu de Melo Sarmento. Abacatte Editorial.

2 – “Achados & Perdidos”, de Lucas Rafael Nolli Duarte. Companhia Editora de Pernambuco.

3 – “Caruá: contos do sertão”, de Silvia Camossa. Elo Editora.

Prêmio Alphonsus de Guimaraens (categoria poesia)

1 – “Harsíese”, de Jacyntho José Lins Brandão. Editora Patuá.

2 – “Para que os inocentes não tenham tempo”, de Chantal Castelli. Corsário-Satã.

3 – “Pássaros na noite”, de Henrique Nascimento. Editora Mondrongo.

Prêmio Aloísio Magalhães (categoria projeto gráfico)

1 – “Sonetos de Birosca e poemas de terreiro”, de Leonardo Coutinho Iaccarino. Editora José Olympio.

2 – “O homem da areia”, de Elaine Ramos Coimbra. Ubu Editora.

3 – “Teatro das Matérias”, de Elaine Ramos Coimbra. Nara Roesler Livros.

Prêmio Machado de Assis (categoria romance)

1 – “Penélope dos trópicos”, de Luciana Hidalgo. Editora do Silvestre.

2 – “Mikaia”, de Taiane Santi Martins. Editora Record.

3 – “Dor Fantasma”, de Rafael Gallo. Biblioteca Azul.


Prêmio Paulo Rónai (categoria tradução)

1 – “Sátántangó, de László Krasnahorkai”. Grupo Companhia das Letras. Tradução de Paulo George Schiller.

2 – “Giordano Bruno – Obras Italianas”. Editora Perspectiva. Tradução de J. Guinsburg, Newton Cunha e Alessandra Vannucci.

3 – “Anacreonte – Fragmentos completos”. Editora 34. Tradução de Leonardo Antunes.

Filtro Categorias

Artigos relacionados

PNLD vai passar a atender também bibliotecas públicas e comunitárias

PNLD vai passar a atender também bibliotecas públicas e comunitárias

Felipe Neto lançará livro pela Companhia das Letras

Felipe Neto lançará livro pela Companhia das Letras

Alice Munro, prêmio Nobel de literatura, morre aos 92 anos

Alice Munro, prêmio Nobel de literatura, morre aos 92 anos

Venda de livros sobe pela primeira vez desde junho de 2023; faturamento do setor cresce 15,95%

Venda de livros sobe pela primeira vez desde junho de 2023; faturamento do setor cresce 15,95%

Companhia das Letras inaugura centro de distribuição para atender oito estados da região Nordeste

Companhia das Letras inaugura centro de distribuição para atender oito estados da região Nordeste

Amazon Brasil abre inscrições para 9ª edição do Prêmio Kindle de Literatura

Amazon Brasil abre inscrições para 9ª edição do Prêmio Kindle de Literatura