Prêmio Amazon de Literatura Jovem: Quatro escritoras estão entre os cinco finalistas

Vencedora ou vencedor receberá o valor de R$ 35 mil, sendo R$ 10 mil em adiantamento de royalties da HarperCollins, e terá sua obra publicada na versão impressa

A 1ª edição do Prêmio Amazon de Literatura Jovem, premiação da Amazon Brasil em parceria com a HarperCollins, já possui a lista dos cinco finalistas: Camila Sodré, Juliana Giacobelli, Julie Pedrosa, Rodrigo Goldacker e Tati M. Ribeiro.

O prêmio tem como objetivo reconhecer autores e autoras independentes do segmento Jovem-Adulto com obras publicadas na plataforma Kindle Direct Publishing (KDP), ferramenta de autopublicação da Amazon.

Na primeira edição do prêmio, a vencedora ou o vencedor receberá o valor de R$ 35 mil, sendo R$ 10 mil em adiantamento de royalties da HarperCollins, e terá sua obra publicada na versão impressa pelo novo selo literário que será lançado pela editora, voltado para o público Jovem-Adulto, ainda neste ano. Além disso, o(a) ganhador(a) receberá um encontro exclusivo com autores do segmento Jovem-Adulto da editora, e os cinco finalistas terão a oportunidade de apresentar seus trabalhos para outras áreas da Amazon Brasil: Prime Video, Amazon Studios e Amazon Music.

“Estamos muito felizes em anunciar os finalistas dessa primeira edição do Prêmio Amazon de Literatura Jovem no Brasil. Os livros estão no nosso DNA desde o dia 1, e por isso queremos incentivar a literatura nacional, impulsionando jovens autores e autoras independentes com suas obras. Acreditamos na importância desse reconhecimento como forma de reforçar, promover e contribuir com o hábito da leitura e o cenário literário brasileiro”, comenta Ricardo Perez, líder do negócio de livros da Amazon no Brasil, em nota.

Os cinco finalistas também terão o audiolivro de suas obras produzidos e disponibilizados pela Audible, serviço de audiolivros da Amazon.

O anúncio do(a) vencedor ou vencedora está previsto para maio deste ano, após as obras serem analisadas por um júri especial composto por Stefano Volp, Vitor Martins e Taissa Reis.

Conheça os finalistas do Prêmio Amazon de Literatura Jovem 2024:

Juliana Giacobelli é a autora de Coronel Mostarda com o castiçal na biblioteca. Nasceu em São Paulo, em 1989, e mora em Jundiaí, cidade do interior paulista. Formada em Biologia e Editoração, atualmente dá aulas de inglês. Seu primeiro contato com a literatura foi na escola, com os livros de Pedro Bandeira, que a fizeram se apaixonar pelas palavras e começar a rabiscar as próprias histórias em cadernos largados pela casa. Leitora voraz de romances e mangás, sempre em busca de finais felizes, ela ocupa o restante de seu tempo livre contando as próprias histórias, principalmente aquelas de deixar o coração quentinho no final.

Vencedora do V Prêmio ABERST com o suspense psicológico Maldita seja Eva”, Julie Pedrosa é conhecida pelos amigos como “Barbie”. Autora best-seller da Amazon, é formada em ciências aeronáuticas, cursando psicologia e com um espírito viajante que a impede de ficar muito tempo trancada em casa. A escritora de suspense equilibra o melhor dos três mundos — e mesmo que tudo isso pareça muito distinto, ela acredita que suas carreiras se encontram em um ponto: todas a levam a novos mundos, sejam eles reais ou fictícios. No suspense, Julie encontrou o casamento perfeito com a psicologia; porém, como lésbica, sentia falta de ver boa representatividade feminina e LGBTQIA+ dentro do gênero. Por isso, começou a escrever as próprias histórias sobre mulheres que amam mulheres, investigam crimes e são as assassinas mais inteligentes que você̂ vai conhecer.

Camila Sodré cresceu apaixonada por livros e pela escrita. Após descobrir o mundo das fanfics na adolescência, começou a publicar suas histórias online e transformou seu hobby preferido em sua profissão. Formada em jornalismo e pós-graduada em comunicação empresarial e em influência digital, mesclou uma carreira dedicada a matérias factuais com seu amor pela ficção. Autora de romances voltados ao público adolescente e jovem adulto, é dona de uma comunidade com mais de 9.000 leitores e tem três livros publicados pela P.S:. Edições — Todos os canais levam a Amsterdã (2018), À milésima vista (2020) e Até parece fanfic (2023). A um clichê de você é seu primeiro livro publicado de maneira independente na Amazon, uma comédia romântica com tudo o que ela mais gosta de escrever: clichês, garotos fofos (outros implicantes) e finais felizes.

Rodrigo Goldacker vive de palavras. Trabalha como redator há sete anos e é Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero. Seu primeiro livro em formato físico foi publicado em 2022, um ensaio sobre tecnologia lançado pela Editora Casatrês. Ainda em 2022, seu romance, Eu só existo às terças-feiras, uma ficção psicológica, tornou-se o primeiro livro inédito que publicou pela Amazon. Em 2023, também pela Amazon, publicou Verde verdade, seu segundo romance. Tem 29 anos de idade, mora em São Paulo e desde 2016 mantém ainda um blog no Medium, em que publica um pouco de tudo: ensaios, textos sobre cultura, tecnologia, política e psicologia, relatos autobiográficos, crônicas, algumas histórias em quadrinhos (ele também desenha às vezes), poesias, contos e o que mais der na telha. No tempo livre escreve, joga Tetris, leva sua cachorra Sunna para passear, fofoca com sua esposa ou se senta na varanda para olhar a vista e ler.

Tati M. Ribeiro se formou em Jornalismo, mas só atuou nessa área por seis meses. Porém, isso não foi uma decepção, pois a escolha da profissão aconteceu porque ela acreditava que isso a ajudaria a escrever melhor e, assim, se tornar uma escritora. Essa paixão por “escrevinhar” começou cedo, motivada por outra: a de ler. A primeira história que escreveu foi aos doze anos, e desde então não parou. Seus gêneros favoritos são policiais e ficção fantástica para o público jovem adulto. A autopublicação de seu primeiro livro ocorreu durante a pandemia, aos 41 anos, com a Amazon. Uma trilogia de ficção fantástica intitulada A era do esquecimento. Gostando da experiência, Tati começou a revisitar suas antigas histórias para também publicá-las. A primeira foi Jogo de inteligência, originalmente, escrita em 1994; e a segunda, O que aconteceu no quarto 21?, 1996, ambas lançadas em 2023. Mas ela ainda tem mais alguns títulos para revisar e publicar, além de outros projetos. Como seu blog de literatura (“Escrevinhemos, então”) e canais no Youtube e Instagram para divulgação de booktraillers que ela mesma produz.

FONTE: PUBLISHNEWS

Filtro Categorias

Artigos relacionados

Morre, aos 91 anos, Ziraldo, o criador de ‘O Menino Maluquinho’

Morre, aos 91 anos, Ziraldo, o criador de ‘O Menino Maluquinho’

Escritora de Uberaba é primeira mulher a vencer prêmio literário internacional

Escritora de Uberaba é primeira mulher a vencer prêmio literário internacional

Unesco escolhe Rio de Janeiro como Capital Mundial do Livro 2025

Unesco escolhe Rio de Janeiro como Capital Mundial do Livro 2025

Audiência pública vai discutir o novo edital do PNLD para o ensino médio

Audiência pública vai discutir o novo edital do PNLD para o ensino médio

Livros discutem os 60 anos do golpe militar de 1964

Livros discutem os 60 anos do golpe militar de 1964

Academia Mineira de Letras abre inscrições para curso sobre clássicos da literatura

Academia Mineira de Letras abre inscrições para curso sobre clássicos da literatura