Prêmio Sesc de Literatura oferece oportunidade para novos escritores

O Prêmio Sesc de Literatura, em sua 21ª edição, traz novidades que prometem agitar o cenário literário. Além das categorias Romance e Conto, a competição agora abre espaço para a Poesia. Os vencedores receberão R$ 30 mil. As inscrições estão abertas até 22 de abril no site do projeto.

Pernambuco já tem dois vencedores na categoria Conto. Mário Rodrigues, de Garanhuns, levou o prêmio em 2016 com “Receita para se fazer um monstro”. Já Diogo Monteiro, do Recife, foi premiado em 2021 com “O que a casa criou”.

O Prêmio Sesc de Literatura, criado em 2003, inicialmente contemplava apenas a categoria Romance. Em 2005, a categoria Conto foi incorporada. Agora, a competição se expande para incluir a Poesia, atendendo a uma demanda antiga dos autores. Além disso, a premiação em dinheiro visa valorizar os escritores e incentivá-los a produzir novidades.

As obras inscritas são avaliadas por comissões julgadoras de diferentes regiões do país. O processo de avaliação garante o anonimato tanto dos autores quanto do júri. Os vencedores terão seus livros publicados pela Editora Senac Rio, com uma tiragem inicial mínima de 2.000 exemplares.

Questões

As produções selecionadas pelo Prêmio Sesc de Literatura ao longo de 20 anos refletem questões discutidas pela sociedade, como racismo, questões ambientais, diversidade de gênero, fatos históricos e comportamento social. Os livros selecionados serão apresentados ao público em uma cerimônia com a presença dos autores. Após a publicação, serão distribuídos na rede de bibliotecas e escolas do Sesc em todo o país. Os escritores participarão do lançamento de suas obras em eventos culturais promovidos pelo Sesc em 2025. O prêmio é uma das principais distinções para escritores inéditos do país. Desde a sua criação em 2003, quase 20 mil livros foram inscritos e 37 novos autores revelados. Em 2023, os vencedores foram Airton Souza e Bethânia Pires Amaro, com o romance “Outono de Carne Estranha” e a coletânea de contos “O ninho”, respectivamente.

Filtro Categorias

Artigos relacionados

Morre, aos 91 anos, Ziraldo, o criador de ‘O Menino Maluquinho’

Morre, aos 91 anos, Ziraldo, o criador de ‘O Menino Maluquinho’

Escritora de Uberaba é primeira mulher a vencer prêmio literário internacional

Escritora de Uberaba é primeira mulher a vencer prêmio literário internacional

Unesco escolhe Rio de Janeiro como Capital Mundial do Livro 2025

Unesco escolhe Rio de Janeiro como Capital Mundial do Livro 2025

Audiência pública vai discutir o novo edital do PNLD para o ensino médio

Audiência pública vai discutir o novo edital do PNLD para o ensino médio

Livros discutem os 60 anos do golpe militar de 1964

Livros discutem os 60 anos do golpe militar de 1964

Academia Mineira de Letras abre inscrições para curso sobre clássicos da literatura

Academia Mineira de Letras abre inscrições para curso sobre clássicos da literatura